sábado, 30 de julho de 2016

ESTOU NA GLOBO

É muito gratificante ver nosso trabalho sendo divulgado de forma tão abrangente.
Navegando pela internet, encontrei este link mostrando uma das minhas vídeo aulas

http://www.globonoticia145.com.br/871/942/490/303102i285a240


domingo, 24 de julho de 2016

GORRO DE CROCHÊ INFANTIL


Fazer crochê é muito bom. Fazer crochê para criança é bom demais. Poder fazer crochê e voltar a ser criança é indescritível.
Vocês vão adorar brincar de fazer gorros de crochê personalizados. Eu estou ensinando a base, a criatividade é toda sua.
Boa aula, arteiros (as).

quarta-feira, 20 de julho de 2016

PONTO LOSANGO EM CROCHÊ




Este ponto é lindo e divertido de fazer. As carreiras vão se encaixando e o ponto vai aparecendo.
Já mostrei como fazer uma touca usando o mesmo ponto. CLIQUE AQUI PARA VER A VÍDEO AULA DA TOUCA.
Como muitos arteiros e arteiras me pediram uma sugestão para fazer o cachecol e as polainas para acompanhar o mesmo ponto da touca, aqui está.
Bom trabalho, gente!

sábado, 16 de julho de 2016

CASAQUINHO DE CROCHÊ PARA BEBÊ LEQUES E PONTOS ALTOS EM RELEVO - PARTE 3/3

 Agora a sequência da vídeo aula esta completa. Todos os arteiros e arteiras já podem tecer o casaquinho. Veja aqui a terceira parte, onde ensino a fazer as mangas e dou as dicas para fazer tamanhos diferentes.



CASAQUINHO DE CROCHÊ COM LEQUES E PONTOS ALTOS EM RELEVO - PARTE 2

Veja aqui a parte do vídeo que não aparece no Youtube.



O vídeo foi enviado na íntegra. Mas em se tratando de internet, tem coisas que fogem do nosso controle.
Acredito que mesmo com o remendinho, todos os arteiros (as) vão conseguir acompanhar a vídeo aula.

CLIQUE AQUI PARA VER A VÍDEO AULA COMPLETA

quinta-feira, 14 de julho de 2016

CASAQUINHO DE CROCHÊ PARA BEBÊ LEQUES E PONTOS ALTOS EM RELEVO - TECENDO...

Atendendo pedidos de arteiros e arteiras, a primeira parte da vídeo aula onde estou tecendo este modelo ficou pronta.
A segunda e terceira partes estão sendo preparadas com muito carinho. Aguardem!


JOGO AMERICANO MARSALA


Quando recebi esta encomenda, pensei que fosse ter dificuldades para encontrar a linha. Tinha que encontrar 6 novelos do mesmo lote para fazer 12 peças iguais.
Graças a Deus, deu tudo certo. Minha amiga Dany da Barbantes B&B, sempre atenciosa e prestativa tinha os novelos na loja e reservou prá mim.
Fiz o jogo com a linha Anne da Círculo, cor 7136. A cliente ficou muito feliz e eu mais ainda.

CLIQUE AQUI PARA VER O PASSO A PASSO

CACHECOL DE TRICÔ COM LAÇADAS



Eu sempre chamei este ponto de "ponto de preguiçoso". Confesso que quando via uma peça feita com ele, me vinha a ideia de que quem fez não estava com muita vontade de tricotar.
O nome correto é Ponto Tricô Deslizado ou Ponto Tricô Alongado.
Como estava sem ideia para fazer um cachecol largo e leve, resolvi arriscar. Sabe que eu gostei do ponto? O cachecol ficou leve e as laçadas ficaram comportadas.
Quando a gente usa a lã com a agulha correta, fica tudo perfeito.

Para fazer este cachecol eu usei 100 gramas da lã Premium (tex 357) e agulha de tricô nº 5.

Coloquei 40 pontos na agulha e comecei a tricotar.

Fiz 5 carreiras com ponto tricô. Depois trabalhei o cachecol todinho repetindo as seguintes carreiras:

1ª  carreira: 1 tricô, 1 laçada, 1 tricô, 1 laçada (repetir por toda a carreira terminando com 1 tricô)
2ª  carreira: 1 tricô, desliza a laçada, 1 tricô, desliza a laçada (repetir por toda a carreira terminando com 1 tricô)
3ª e 4ª carreiras: em tricô

Quando o cachecol ficou com 1,30 mt de comprimento, fiz mais 5 carreiras em ponto tricô e arrematei.

Cortei fios com 30cm de comprimento para fazer as franjas.

Este foi lá para Resende/RJ. Vai esquentar o pescoço de uma princesinha chamada Natany.

Agora estou curiosa para fazer vários do mesmo modelo com outras cores, só pra ver o resultado.

sábado, 9 de julho de 2016

PONTO ROCOCÓ EM CROCHÊ

Sempre tive curiosidade em aprender este ponto. Procurava fazer sozinha, mas me atrapalhava toda. Era um tal de fio escapando, agulha enroscando e eu ficando super nervosa.

Como tudo na vida sempre acaba bem, minha história com o ponto rococó também teve um final super feliz. Minha amiga Virgínia me encomendou um vestido para criança e disse que já tinha até a amostra do modelo que queria. Fiquei muito feliz quando ela apareceu no meu atelier com a amostra do vestido todo feito em ponto rococó, junto com a irmã dela, Vera, que tinha feito o vestido.

A Vera é um desses anjos maravilhosos que aparecem na vida da gente. Quando eu disse que não sabia fazer o ponto rococó, ela logo me pediu linha e agulha e me deu todas as dicas do ponto. Como é bom encontrar pessoas generosas! Fiz o vestido que a Virgínia encomendou, e muitas outras peças com o ponto rococó. Nunca mais esqueci nem do ponto e nem da Vera.

Nesta vídeo aula eu procurei ensinar o ponto rococó da maneira mais fácil possível. Será que eu consegui?


terça-feira, 5 de julho de 2016

QUANTO COBRAR PELA PEÇA?




Diante de vários questionamentos sobre quanto cobrar pelas peças que tenho ensinado neste blog e nas minhas vídeo aulas, resolvi fazer uma pesquisa sobre os métodos utilizados por vários artesãos para resolver este assunto.

Acredito que o ponto principal seja a valorização do trabalho pelo próprio artesão. Sempre oriento que em caso de dúvidas, o melhor a fazer é pesquisar preços praticados na sua região. Por que?
Cada região tem características próprias. Desde a facilidade ou dificuldade em conseguir o material, até as condições do mercado financeiro para comercializar a peça. Por este motivo, uma peça considerada cara em uma região, pode ser facilmente comercializada em outra. O poder aquisitivo e aspectos culturais são determinantes.
Dependendo da região onde o artesão queira divulgar seu trabalho, ele poderá fazer do artesanato sua fonte de renda principal ou secundária.

Outro ponto muito importante é o respeito entre membros da mesma categoria. De nada adianta um artesão desenvolver seu trabalho e conquistar altos níveis de preços, se outro resolver cativar a clientela praticando baixos preços com uma qualidade similar ou menor.

Na minha opinião, calcular o preço baseando-se apenas no valor do material utilizado é a maneira mais fácil de desvalorizar o trabalho artesanal. O dom de trabalhar com as mãos e criatividade leva a transformação de vários tipos de materiais. Desta forma, um vestido tecido com fio de ouro pode ter o mesmo valor de um vestido tecido com lacres de lata de alumínio. O que importa é a maneira como o artesão transforma o material em arte.

O assunto é bem abrangente e permite que minha pesquisa se alongue. Por hora, estou compartilhando um vídeo que julguei muito interessante e esclarecedor. Nele, a artesã Luciana Ponzo mostra a importância em valorizar a hora de trabalho do artesão. Tenho certeza que vocês vão gostar. Assistam.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

CORDÃO COM POMPOM



Um pompom bem feito faz a diferença na peça. Aprenda como fazer um pompom fofinho, regular e muito bonito.